Olá #motolover! Quer saber como evitar acidentes de moto? O time da loja KM Motos Seminovas na busca por dicas cada vez melhores, trás para você hoje dicas de segurança. Claro, nosso intuito não é somente vender motos e sim, ajudar você a extrair todos os benefícios de ser dono de uma moto com responsabilidade e segurança.

Ter uma moto é o sonho de consumo de muita gente, mas junto ao desejo, vem o receio de sofrer acidentes com ela. Por sua aparência frágil e alta velocidade que pode atingir, um acidente de moto pode ser fatal caso o condutor não siga as normas de segurança devidas.

Dirigir uma moto pode ser uma das formas mais seguras de se locomover, desde que o motorista siga as devidas regras e dicas para evitar acidentes, além de certificar-se de se proteger e até aprender a cair, caso seja inevitável.

Nesse artigo você vai ver:

  • Que tipos de cuidado da moto devem estar presentes quando falamos em evitar acidentes;
  • As proteções que, obviamente, devem estar presentes na condução da sua moto;
  • Que “prudência e canja de galinha não fazem mal a ninguém”;
  • Como utilizar a visão (claro) e até a audição para criar um ambiente de segurança para você e sua moto;
  • Como a rispidez na aceleração pode descontrolar sua moto em curvas;
  • Uma dica bônus também.

Bora conhecer as 5 dicas para dirigir moto com segurança?

Quem dirige moto é unânime em afirmar que guiar nos grandes centros urbanos é muito mais inseguro do que em estradas de velocidade. Ruas esburacadas, pedestres imprudentes e motoristas que não seguem regras de sinalização são os principais motivos para a causa de acidentes de moto.

Toda a atenção é necessária para se chegar ao destino sem nenhum tipo de problema. Para isso, cinco dicas são essenciais para conseguir conduzir moto com segurança:

#1 – Cuidar adequadamente da moto

Muitos motociclistas esquecem de conferir como estão os freios, os pneus, a corrente do motor, suspensão, luzes e o próprio motor. Se não estiverem adequados, podem acabar gerando algum problema durante a condução e até mesmo um acidente.

Outro problema de falta de manutenção é a ausência de óleos e fluídos necessários, além de andar com combustível na reserva em grande trânsito.

#2 – Uso de equipamentos

Para conduzir uma moto é necessário o uso de uma série de equipamentos essenciais. O primeiro deles é o uso do capacete, que inclusive faz parte das leis do trânsito e é o principal objeto de segurança. Ele deve ser resistente, cobrir toda a cabeça e ter visor, que precisa estar sempre abaixado. Com seu uso, o motociclista evita machucar a cabeça numa queda, assim como os olhos, devido ao forte vento recebido durante a pilotagem do veículo.

As roupas precisam ter proteção nos joelhos, cotovelos e ombros, para evitar feridas graves em quedas. Da mesma forma que outros acessórios como botas, luvas e jaquetas, podem diminuir o atrito e evitar lesões, até mesmo de fogo.

#3 – Confiança e prudência no lugar de agressividade

O condutor de uma moto não está numa competição e sim num meio de transporte, o qual tem o dever de dirigir com segurança e prudência. Os motociclistas que agem com agressividade, que querem driblar obstáculos a qualquer custo e aceleram mesmo em locais proibidos, tendem a causar problemas para si e para terceiros.

O que o motociclista deve saber é que não pode fazer ultrapassagens pela direita, já que é uma ultrapassagem proibida por estar no provável lado cego do motorista do carro, que nem sempre consegue ver a moto atrás.

#4 – Visão e Audição

O motociclista precisa estar sempre visível aos outros motoristas e pedestres. Da mesma forma, também deve ouvir buzinas e outros ruídos indicativos na estrada, que podem ser a ponte entre a imprudência e a segurança.

Tamanho e cores chamativas da moto são ótimos para atrair atenção durante uma curva, por exemplo. E até mesmo o barulho pode ser benéfico na hora de guiá-la.

#5 – Cuidado com as curvas

A principal causa de acidentes durante a condução de uma moto é a curva. Muitos motociclistas não conseguem utilizar adequadamente o freio. Agindo de forma ríspida ou acelerando em alta velocidade, a tendência é cair da moto em curvas, principalmente as mais fechadas.

#Dica Bônus – Como Cair da Moto

Se a queda for inevitável, saber cair também é uma forma de segurança. Uma das coisas a serem evitadas é conter o impacto com as mãos. O mais indicado é que o motorista projete todo o corpo para que a queda possa ser distribuída. Se as mãos segurarem o peso do corpo, quebrá-las será inevitável.

Se a moto deslizar na frente do motociclista, ele deve estar com os braços bem esticados e tentar pular dela assim que perceber que ela vai cair. Da mesma forma que, se cair na frente dela em movimento, precisa cuidar para não ser atropelado pela própria moto.

Nesse artigo você aprendeu:

  • Atenção redobrada nunca é demais;
  • A conferência total dos itens da moto de forma adequada podem ajudar a prevenir acidentes;
  • Os itens de segurança da sua moto também devem estar em dia. Isso vai do capacete a roupas adequadas;
  • Que a agressividade ao pilotar coloca em risco sua vida e a de terceiros;
  • Que você deve explorar a audição e a visão para tornar sua viagem ainda mais segura;
  • De quebra, nesse artigo você também viu dicas de como agir se algo inevitável acontecer.

E você?

Nós esperamos, sinceramente, que as dicas desse artigo tenham sido úteis e, como sempre, vamos pedir a você que comente acrescentando novas dicas ou contando para nós como você conseguiu evitar um acidente. Quem sabe sua dica pode estar em um novo artigo por aqui.

Um abraço #motolover!

Time da Loja KM Motos Seminovas