O conteúdo de hoje é sobre o que considerar na compra de uma moto seminova.

Olá Motolovers! tudo bem com vocês?

Olha, não tem nada pior do que comprar alguma coisa e, após algum tempo, perceber que fez um péssimo negócio. Não é mesmo?

No caso de uma compra problemática de uma moto seminova, diversas coisas podem acontecer. Se a moto foi paga à vista, você ainda tem chance de passá-la adiante. No entanto, se a moto estiver financiada, mesmo sem estar totalmente contente com a compra, você terá que cumprir sua obrigação até o final. E isso é muito “dolorido”. Certo?

Os motivos pra você ter feito uma má escolha podem ser diversos. Nas próximas linhas, nós vamos dar dicas importantes que devem ser consideradas antes do fechamento de uma moto seminova.

Contudo, uma compra problemática pode estar além de problemas técnicos da moto. Se você, por exemplo, pilota sua moto 5 dias por semana pegando um bom trecho de rodovia pode, além de ter feito a escolha errada da moto, estar prejudicando o funcionamento dela. Você pode simplesmente ter comprado uma moto sem o desempenho necessário ou que não condiz com sua rotina diária.

Você deve responder a algumas perguntas básicas: Onde vou utilizar essa moto? Qual é a principal finalidade de ter escolhido esta moto? Pode parecer simples, no entanto responder a essas perguntas faz toda a diferença na hora da compra.

É comum aqui na loja nossos clientes apresentarem diferentes comportamentos ou necessidades para compra. Alguns exemplos disso são: ir para o trabalho, fazer entregas, pilotar pelo sítio, índice baixo de roubo, quilometragem, moto condizente com a estatura do piloto e muitos outros critérios.

As nossas dicas de hoje giram em torno mais da avaliação da parte técnica. Por isso que a introdução desse artigo começou dessa forma, para que você passe também a considerar alguns outros fatores além dos que vamos descrever aqui.

Nós entendemos o quão difícil é fazer essa avaliação e queremos te ajudar. Elencamos aqui os principais fatores que, na visão da nossa equipe, você deveria considerar para comprar uma moto seminova. Nosso intuito com esse conteúdo é compartilhar um bom ponto de partida para que você tenha sucesso em sua compra. Entretanto, não deixe de pesquisar bastante.

Verifique alguns documentos importantes

 

Se a moto tiver o Laudo Cautelar (perícia especializada minuciosa), show de bola! Isso já vai ajudar você a evitar muita dor de cabeça futura.

Contudo, para quem vende, nem sempre será possível obter, pois algumas empresas não fazem o Laudo Cautelar para motocicletas.

No entanto, ao menos o Laudo ECV é essencial para garantir algumas coisas. O laudo ECV é um laudo eletrônico exigido pelo DETRAN/SP quando há transferência de propriedade, domicílio e/ou modificação de característica. Ele já é excelente pois garante a originalidade do Chassi e do motor.

Teste para ver se a moto está “fumando”

 

Faça um teste de aceleração e deixe o escapamento da moto revelar alguns segredos.

Com a moto no neutro, segure a aceleração da moto até 5 mil RPM. O ideal para o teste é que a temperatura do motor esteja de média para quente. Na sequência, dê algumas “bombadas” no acelerador até 7 ou 8 mil RPM. Não é normal que a moto sinalize com fumaça (“fumando”). Caso a moto apresente sinais de fumaça, avalie da seguinte forma:

  • Se a coloração da fumaça sair de azul para branca é um provável sinal de queima de óleo;
  • Se sair fumaça de cinza para preta é sinal de combustível ruim ou excesso de combustível, avalie com cautela.

Faça um teste visual do alinhamento da moto seminova

 

Afaste-se da moto, aproximadamente 3 metros de distância, depois abaixe de modo que sua visão fique rente ao chão e em direção do pneu traseiro. Observe o alinhamento do pneu traseiro com o dianteiro. O ideal é que, ao observar de forma retilínea o pneu traseiro você não consiga ver o pneu dianteiro. Claro, procure observar exatamente a parte do pneu que toca o chão.

Você pode complementar essa avaliação verificando se os paralamas estão também alinhados com os pneus. O centro do paralama deve estar no centro do pneu.

Esses testes podem revelar se a moto já sofreu danos no chassi. Mostram se a moto passou por algum acidente. Essa avaliação é importante pois revelam problemas não muito baratos para se corrigir.

Condição dos pneus

 

Você também pode prever futuros gastos observando a condição dos pneus da moto.

Você sabe o que é TWI? TWI significa Tread Wear Indicator ou, em português, Indicador de Desgaste de Rodagem. É uma marca que mostra se o pneu deve ser substituído ou não.

Os pneus em ordem evitam acidentes e não trazem complicações caso a moto seja parada eventualmente em uma blitz.

Quilometragem: Real ou irreal?

 

Não é incomum aparecer por aí grandes oportunidades a venda, principalmente no tocante a baixa quilometragem. Você já deve ter visto algo nesse sentido ou provavelmente você vai esbarrar com alguma oferta dessa por aí. Nem sempre a baixa quilometragem reflete a realidade. Como avaliar isso?

Observando alguns detalhes é possível ter uma boa ideia sobre a veracidade da oferta da moto. Analisando alguns itens você vai conseguir traçar um paralelo entre o estado da moto e a realidade da quilometragem. Faça uma cautelosa análise de itens como a coloração do motor, o desgaste da pedaleira, o desgaste do pneu e o desgaste dos discos de freio.

Agora é com você #motolover

Claro, esses são só alguns pontos que podem ajudar você a fazer uma compra tranquila de moto seminova. Sempre há muito o que avaliar. Isso vai ficar para outros conteúdos. Se você tiver mais dicas e quiser compartilhar com a gente, utilize os comentários.

Levando em conta as dicas que demos aqui, você pode fazer uma compra consciente com uma maior chance de satisfação. Não se esqueça! Além de avaliar a parte técnica da moto, procure avaliar se ela é condizente com sua necessidade também.

Abraço! Time KM Motos. 😉